Pular para o conteúdo principal

Cineclube TAVA: “As Hiper Mulheres”

Local:

Museu das Culturas Indígenas (R. Dona Germaine Burchard, 451 - Água Branca - São Paulo/SP)

Data:

14/12/2023, das 18h às 20h

Entrada:

gratuita, mediante inscrição antecipada

Vagas:

40 pessoas

Informações:

(11) 3873-1541 ou contato@museudasculturasindigenas.org.br

Na edição de dezembro do Cineclube TAVA teremos o filme “As Hiper Mulheres”, uma produção da Vídeo nas Aldeias, parceira do MCI na valorização da produção audiovisual indígena, através da cessão do seu catálogo para exibição em atividades educativas.

A sessão será seguida de conversa com a Mestre de Saberes Kawakani Mehinako.

Kawakani Mehinako pertence à etnia Mehinako do Alto Xingu, passou a morar em São Paulo para estudar odontologia, foi estagiária no MCI, trabalhou na biblioteca da exposição Xingu do IMS e hoje é Mestre de Saberes no MCI. Conta histórias, ensina cantos e danças de seu povo, faz pinturas corporais, traz saberes da educação, dos sonhos, dos rituais, do uka uka yamurikumã – luta das mulheres xinguanas.

“As Hiper Mulheres” (2011)

Sinopse: Com receio que sua esposa já idosa venha a falecer, um velho pede que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu (MT), para que ela possa cantar mais uma última vez. As mulheres do grupo começam os ensaios enquanto a única cantora que de fato sabe todas as músicas se encontra gravemente doente.

Ficha Técnica
Gênero: Documentário
Duração: 79 min.
Direção: Carlos Fausto, Leonardo Sette e Takumã Kuikuro
Produção Executiva: Carlos Fausto e Vincent Carelli
Assistente de Direção: Mahajugi Kuikuro
Fotografia e Som Direto: Mahajugi Kuikuro, Munai Kuikuro e Takumã Kuikuro
Montagem: Leonardo Sette
Legenda em Português (tradução): Mutuá Mehinaku, Jamaluí Mehinaku e Agawá Kuikuro
Cantores: Kanu Kuikuro, Ajahi Kuikuro, Amanhatsi Kuikuro, Aulá Kuikuro, Kamankgagü Kuikuro, Kehesu Kuikuro e Tapualu Kalapalo
Elenco: Kamaluhé Matipu, Kamihu Kuikuro, Tugupé Kuikuro
Convidados: Kanu Kuikuro, Aula Kuikuro
Povos convidados: Mehinaku, Wauja, Yawalapiti

Para dar visibilidade ao cinema indígena, o MCI sedia o Cineclube TAVA, uma oportunidade para ver, pensar e conversar sobre produções audiovisuais indígenas, que se tornaram importantes canais de comunicação dentro das comunidades e ampliaram a criação de redes entre as diversas etnias, constituindo um espaço de atuação e protagonismo indígena, promovendo o reconhecimento de grupos e atuações e fortalecendo suas lutas.

Cineclube é um espaço democrático, educativo, político, que contribui na formação do público porque estimula o contato com obras audiovisuais de produção indígena e promove, também, rodas de conversa com os participantes ou realizadores dos filmes. As obras exibidas possibilitam que o espectador conheça diferentes cinematografias, narrativas, estéticas e culturas.

Observação: O filme exibido nesta edição será definido no encontro de 30/11/23.

BUSCAR

Todos os direitos reservados © Museu das Culturas Indígenas 2023 | Desenvolvido por Inova House