Pular para o conteúdo principal

Sobre o Museu

Foto da Fachada do Museu

O museu

O Museu das Culturas Indígenas (MCI), instituição do Governo do Estado de São Paulo, administrada pela Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a ACAM Portinari e o Instituto Maracá, desenvolve uma proposta inovadora de gestão compartilhada com protagonismo do Conselho Indígena Aty Mirim, composto por lideranças de diversos povos indígenas do Estado de São Paulo.

Inaugurado em 2022, o MCI se constitui como uma instituição museológica de caráter dialógico, participativo e de expressão de diversas vozes e culturas indígenas. Criado com o propósito de articular, pesquisar, fortalecer e comunicar as histórias e memórias de resistência e resiliência indígenas, a arte indígena e produções artísticas, intelectuais e tecnológicas dos diversos povos e etnias indígenas em São Paulo.

O MCI é uma conquista dos povos indígenas, um espaço de diálogo intercultural entre povos indígenas e não indígenas, onde a memória da ancestralidade permite, aos diversos povos originários, compartilhar suas ideias, saberes, conhecimentos, filosofias, músicas, artes, memórias e histórias. Por meio da arte e da cultura, o Museu das Culturas Indígenas demarca a presença indígena na paisagem cultural do Estado de São Paulo e do Brasil.

Missão

O Museu das Culturas Indígenas tem a missão de preservar, pesquisar e comunicar seu acervo selecionado do patrimônio material e imaterial de povos originários do Brasil, incluindo arte contemporânea, para apreciação, entretenimento, educação, reflexão e conhecimento, contribuindo com direitos e qualidade de vida de povos indígenas e com a sustentabilidade nas relações entre indivíduos, grupos, sociedade e natureza.

Visão

O Museu das Culturas Indígenas projeta ser valorizado por visitantes, apoiadores e sociedade em geral por realizar atividades com patrimônio indígena que promovam a compreensão de experiências passadas, de situações presentes e de estratégias para o futuro de povos originários do Brasil visando bem-estar social e advocacia de direitos. Projeta atuar com pessoas indígenas nas atividades de museu, aprofundar estudos patrimoniais, prover vivências culturais significativas para pessoas indígenas e não indígenas e ter eficiência nas suas ações com sensibilidade socioeconômica.

Valores

  • Respeito pela vida e pelas pessoas sem discriminação.
  • Reconhecimento dos direitos e da autonomia de povos originários.
  • Construção de experiências culturais transformadoras.
  • Atuação no desenvolvimento sustentável local e global considerando a sustentabilidade ambiental, social, cultural e econômica.
  • Realização de finalidades de museu com qualidade significando avaliação positiva de excelência nas ações, no acolhimento e  na precisão de informações.
  • Aplicação de ética, economicidade e transparência no emprego de recursos públicos e privados para garantir a viabilidade do museu no presente e no futuro.

BUSCAR

Todos os direitos reservados © Museu das Culturas Indígenas 2023 | Desenvolvido por Inova House